Publicado em: 20 de outubro de 2016

Escolas e população de moradores/as do Rio Grande do Sul são os/as principais beneficiários/as com os alimentos saudáveis

Por Kaique Santos, do Observatório

O projeto “Produção Ecológica de Alimentos Diversos”, do Centro de Tecnologias Alternativas Populares (CETAP), surge para trazer trabalho e renda para as famílias agricultoras e a diversidade de alimentos saudáveis para a população em geral de Passo Fundo (RS) e outras regiões gaúchas.

As famílias dos/as agricultores/as são estimuladas e orientadas a produzir seus próprios alimentos de forma saudável e sustentável para abastecer as próprias pessoas locais. A produção ecológica e orgânica é certificada pelo Organismo Participativo de Avaliação da Conformidade (OPAC) da Associação Ecovida de Certificação Participativa.  O processo de geração de credibilidade segue os parâmetros da Lei 10.831, a chamada Lei dos Orgânicos.

> Conheça o Banco de Práticas Alternativas

Para que um/a agricultor/a possa comercializar os alimentos, ele/a precisa estar vinculado/a a um OPAC registrado junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e ainda estar organizado/a em grupos e núcleos regionais. Após verificação e registro, uma comissão julga se o produto é orgânico ou não e, periodicamente, os órgãos responsáveis realizam visitas aos/às agricultores/as.

Criar uma cultura de consumo consciente em que todos/as (rurais e urbanos) contribuam para o desenvolvimento com sustentabilidade é o principal objetivo do projeto do CETAP. Os alimentos produzidos são ofertados, especialmente através de feiras de venda direta, nos municípios de Passo Fundo, Sananduva, Lagoa Vermelha, Itatiba do Sul, Erechim, Pinhal da Serra e Vacaria.  A alimentação escolar também é composta por produção ecológica nos municípios de Passo Fundo e São Domingos do Sul, todos do Rio Grande do Sul.

Após quinze anos de projeto, já existem sete feiras que oferecem alimentos orgânicos, sendo que parte destes é exportada para outros estados (principalmente Paraná e Santa Catarina) através de um circuito de abastecimento de orgânicos vinculado à Rede Ecovida.

__

Com o projeto “Produção Ecológica de Alimentos Diversos”, o CETAP, que está completando 30 anos de existência em 2016, passa a integrar o Banco de Práticas Alternativas. O Banco é uma iniciativa da Abong em parceria com o Isser Assessoria, como parte do Projeto Novos Paradigmas de Desenvolvimento – pensar, propor, difundir.

> Saiba mais sobre a experiência e conheça o Banco de Práticas Alternativas!