Publicado em: 4 de outubro de 2018

Grupo de trabalho formado pelo Conselho Nacional dos Direitos Humanos (CNDH) e por outras entidades levantam condições das comunidades para formulação de relatório e políticas públicas

Uma comitiva do Conselho Nacional dos Direitos Humanos (CNDH) está na área do Pantanal, no Centro-Oeste, para verificar a situação das comunidades tradicionais que moram na região. A missão vai avaliar possíveis violações de direitos humanos, problemas sócio-ambientais e o estado das Unidades de Conservação (UC). O objetivo é elaborar um relatório que será submetido à aprovação do plenário do CNDH, em reunião prevista para dezembro.

Nesta segunda-feira (1˚), um grupo de trabalho formado por dois membros do CNDH, três integrantes do Conselho Nacional de Povos e Comunidades Tradicionais e representantes de entidades vinculadas ao tema visitaram a primeira comunidade, Porto do Limão, próximo ao município de Cáceres, em Mato Grosso, onde o principal problema apontado pelos moradores foram a construção de hidrelétricas.

“Eles relataram muito sofrimento dos últimos 20 anos para cá. As comportas das represas foram praticamente acabando com o rio, com os alimentos e com a atividade econômica que é o peixe”, afirma Paulo Maldos, do CNDH, em entrevista ao repórter Cosmo Silva, da Rádio Brasil Atual.

Até a próxima quinta-feira (4) serão visitadas e realizadas audiências públicas nas comunidades de Antônio Maria Coelho e Barra de São Lourenço, na região de Corumbá, em Mato Grosso do Sul.

Ouça a entrevista completa:

(Foto: Marcello Casal Jr. EBC/Reprodução)