Publicado em: 14 de setembro de 2016

Gestores públicos e especialistas ouvidos pela reportagem dos ‘Esticadores de Horizontes’ coincidem em afirmar que as juventudes de hoje estão fazendo uso de álcool e outros entorpecentes cada vez mais cedo. Sabe-se que a política de combate às drogas vem fracassando, abrindo-se um verdadeiro dilema: de um lado, a defesa do tratamento e acolhimento dos usuários e dependentes químicos, e de outro a repressão e criminalização. É possível afirmar que a condição de vulnerabilidade social e violência pode sim favorecer a entrada no vício e também no tráfico. Mas de que forma atuar com mais eficiência para tratar e prevenir o consumo de drogas lícitas e ilícitas?

Veja as matérias:

Mais acolhimento, menos repressão

As drogas e a desconstrução dos preconceitos

Fonte: Adital