Publicado em: 11 de setembro de 2017

O evento “Feminismo contra o neoliberalismo” acontecerá nos dias 9 e 10 de outubro e as inscrições são limitadas

Organizado pela SOF e a Marcha Mundial das Mulheres, esse seminário será um espaço para aprofundar a elaboração e articulação feminista na região, a partir das lutas e resistências impulsionadas pelas mulheres frente aos avanços do neoliberalismo sobre os corpos, o trabalho e os territórios. Nosso objetivo é contribuir, a partir do feminismo, aos processos nos quais estamos envolvidas, particularmente a Jornada Continental pela Democracia e contra o Neoliberalismo.

Esse seminário se insere em um processo permanente de reflexão e elaboração feminista que, desde a SOF e a Marcha Mundial das Mulheres, impulsionamos junto às mulheres de organizações e movimentos sociais aliados.

Nos dois dias do seminário, queremos aprofundar a análise feminista crítica ao atual modelo, especialmente sobre as dinâmicas de reorganização do trabalho, a ação das empresas transnacionais e os acordos comerciais e de investimento.

A programação está em construção, mas em linhas gerais segue quatro blocos:

Neoliberalismo hoje: a partir das bases políticas e teóricas que orientam nossa atuação para transformar a economia, vamos discutir o neoliberalismo hoje, conectando os elementos da mercantilização da vida ao recrudecimento da reação patriarcal e do conservadorismo, na conjuntura de nossa região.

Trabalho, mercado e Estado: nos interessa debater os processos de reconfiguração e organização do trabalho, e o poder do mercado e das empresas transnacionais na relação com as políticas de ajuste e o papel do Estado; e também nossas resistências nos territórios.

Instrumentos do modelo: nesse debate queremos colocar em questão os acordos comerciais vigentes e em negociação, para pensar nossas estratégias de resistência.

Ações feministas: queremos debater o feminismo, as lutas e os caminhos por onde estamos construindo ao mesmo tempo as resistências e nossas propostas, como a economia feminista, a sustentabilidade da vida, a soberania alimentar e os comuns.

A participação no seminário será majoritariamente de militantes feministas brasileiras, com convidadas de países do Cone Sul. Por isso pedimos a todas que indiquem se compreendem o português e o espanhol.

As inscrições são limitadas e podem ser feitas por este link.

Fonte: Sempreviva Organização Feminista