O atual modelo de desenvolvimento, produtivista-consumista, levará muito provavelmente a humanidade à destruição. Muita gente vem tomando consciência da gravidade da crise ecológica, mas os governos, em sua maioria dominados pelos interesses do poder corporativo, se recusam a mudar de direção. Um dos principais argumentos apresentados para não mudar é que não há propostas alternativas.

 

Nosso objetivo é discutir e construir outros modelos de desenvolvimento – outra economia, outra organização da sociedade – que seja capaz de atender às necessidades dos seres humanos, ao mesmo tempo respeitando os limites do planeta.

 

Para isso, buscamos reunir experiências práticas de grupos que estão de fato discutindo, aprofundando as reflexões e produzindo propostas. Propostas não apenas parciais, mas globais: para a organização da sociedade como um todo. Queremos provar que existem alternativas e que algumas delas já estão sendo praticadas, trazendo resultados em termos de qualidade de vida e evitando os prejuízos produzidos pelas políticas dominantes.