Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Evento no dia 24 reunirá movimentos sociais, ONGs, coletivos e ativistas 

São Paulo, 20 de fevereiro de 2015 – Em meio à pior crise hídrica e de abastecimento de água da história de São Paulo, na próxima terça-feira, dia 24, a partir das 18h, entidades convocadas pela Aliança pela Água e pela Assembléia Estadual da Água promoverão uma aula pública e aberta para compartilhar análises de contexto, propor soluções e qualificar o debate a fim de ampliar a influência da sociedade civil neste momento de emergência.

Através de exposições de especialistas, participantes de movimentos sociais e intervenções de redes parceiras, o objetivo é criar um espaço de nivelamento de informações e mobilização social, abordando os vários aspectos dessa crise sem precedentes. De acordo com o convite do evento, os organizadores se mostram “cientes de que o racionamento severo irá afetar especialmente as populações mais vulneráveis, pobres e marginalizadas” e pretendem articular a sociedade civil organizada de forma a promover valores de solidariedade, ética e garantia de direitos”.

Evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/772670986141798/?fref=ts
,
SERVIÇO
AULA PÚBLICA – Água: Crise, Soluções e Mobilização Social
Data: Terça-feira, 24/2/2015, das 18h-22h
Local: Vão Livre do MASP – Av. Paulista,
Evento aberto e gratuito

Programação:
– Contexto da crise & Plano de Emergência
Marussia Whately, Aliança pela Água
Andreia Bianchi, Assembléia Estadual da Água

– Água e Moradia
MTST (nome a confirmar)
Wesley Silva, ativista pelos mananciais da Billings, Movimento Parque dos Búfalos

– Mananciais: ocupação e proteção
César Pegoraro, Fundação SOS Mata Atlântica
Paula Santoro, Professora da FAU/USP

– Criminalização de manifestações e a falta d’água
Pablo Ortellado, Professor Doutor do Curso de Gestão de Políticas Públicas da USP
Pedro Scavacini, Movimento Itu Vai Parar

Intervenções de participantes de movimentos:
LGBT – Todd Tomorrow, Coletivo Pedra no Sapato
Mídia independente – Coletivo A Conta D’Água
Marcha Mundial das Mulheres – Sônia Coelho
Reforma Agrária – MST (nome a confirmar)
Movimento sindical – APEOESP – Rosa Araújo

Sobre a Aliança pela Água:
Formada por uma rede de mais de 40 entidades, reuniu-se em outubro de 2014 para monitorar a crise e propor soluções de curto e médio prazos e colaborar com a construção de uma nova cultura da água. Inclui ONGs ambientalistas, associações de defesa do consumidor, especialistas, coletivos, grupos da região de mananciais e movimentos sociais. No dia 9 de fevereiro, a Aliança pela Água apresentou a proposta Chamado à Ação sobre a Crise Hídrica: Por um Plano de Emergência para o Estado de São Paulo. Disponível online emwww.aguasp.com.br, ou pelo link http://goo.gl/PQ9ULM.

Sobre a Assembléia Estadual da Água:
Fundada em dezembro de 2014 por coletivos, movimentos sociais, ONGs e ativistas, defende a água como um direito, a gestão da água com transparência e participação popular e o combate ao desmatamento e proteção dos mananciais através, principalmente, da realização de assembleias e mobilizações de rua.

What's your reaction?
0Sorrindo0Lol0Ual0Amei0Triste0Bravo

Deixe um comentário

Acesse o banco de Práticas Alternativas

Conheça experiências reais que unem a justiça social, radicalização da democracia e harmonia com o meio ambiente

Encontre o Observatório nas redes sociais
Assine e acompanhe o Observatório da Sociedade Civil

    Realização

    Apoio

    Apoio

    Apoio

    Apoio

    Copyright © 2022. Todos os direitos reservados à Abong.